<$BlogRSDUrl$>

 

TABAGISTA ANÔNIMO

 

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

As opiniões sobre métodos de parar de fumar aqui apresentadas não seguem critérios científicos ou estatísticos, e podem não fazer sentido para outros indivíduos.

O autor deste site não tem nenhum vínculo com o grupo Tabagistas Anônimos.

 

::F.A.Q. do T.A.::
::Dicas do T.A.::
 
Blogueiros Contra o Tabagismo

Selo do BCT, fundo preto

Selo do BCT, fundo branco

 
links sobre tabagismo
:: e-mail-me ::
 
Rede Tabaco Zero
 
This page is powered by Blogger. Isn't yours?
 

 

-27 de fevereiro de 2004 -

Tentativa fracassada I - Adesivos de Nicotina

Foi em 1996. Fiz uma curta viagem aos E.U.A., e achei por bem aproveitar a oportunidade de experimentar os adesivos de nicotina, na época bastante comentados. Se lá eles eram vendidos sem receita, mal não podia fazer. A não ser para o bolso - tive de comprar de uma vez as doses necessárias para todo o tratamento, previsto em 2 meses.

Fiquei um mês e meio tendo fumado dois cigarros em momentos de fraqueza. No meio mês seguinte, os momentos de fraqueza aumentaram de frequência para uma vez por dia. Roubava um Free de meu pai, então ainda vivo, depois do almoço. Eventualíssimamente um segundo depois do jantar. Nos últimos dias talvez três ou quatro.

Quis acreditar que os adesivos diminuiriam minha vontade de fumar, mas não aconteceu.

Depois que os adesivos acabaram, tive de encarar uma decisão. Voltei a fumar. No começo, mais até do que antes dos adesivos, não sei se para compensar a interrupção no fornecimento de nicotina por via intradérmica, ou se por simples tesão reprimido de fumante.

Tabac - 21:35

0 Comentários:

Postar um comentário

Link para este post:

Criar um link

<< Voltar