<$BlogRSDUrl$>

 

TABAGISTA ANÔNIMO

 

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

As opiniões sobre métodos de parar de fumar aqui apresentadas não seguem critérios científicos ou estatísticos, e podem não fazer sentido para outros indivíduos.

O autor deste site não tem nenhum vínculo com o grupo Tabagistas Anônimos.

 

::F.A.Q. do T.A.::
::Dicas do T.A.::
 
Blogueiros Contra o Tabagismo

Selo do BCT, fundo preto

Selo do BCT, fundo branco

 
links sobre tabagismo
:: e-mail-me ::
 
Rede Tabaco Zero
 
This page is powered by Blogger. Isn't yours?
 

 

-3 de maio de 2004 -

Recadinhos

Rosa,
Eu concordo que fumar unzinho aumenta a possibilidade de reincidência, e que o ideal seria cortar totalmente a nicotina do organismo. Mas o cérebro de um viciado nem sempre é racional. Posso estar enganado, mas acho que não vou sair correndo comprar um maço depois de uma festa em que eu tivesse filado um ou outro cigarro. E nessa convicção é que está o perigo. E na frequência com que a idéia de filar um cigarrinho tem aparecido já está a confirmação da minha dependência. Devo confessar que estou com uma curiosidade enorme de revisitar o gosto de um cigarro, mas por enquanto vou resistindo, muitas vezes por simples orgulho de não dar o braço a torcer, não sei até quando.

Bin,
Sim, deve ser por aí mesmo: pensar em tudo de bom que a vida sem cigarro tem me proporcionado. Agradeço suas visitas, comentários frequentes e incentivo. Continue me fiscalizando!

Gaby,
Estou certo de que se meu pai não tivesse fumado até morrer, se eu não o observasse desde menino tendo esse prazer diário e frequente , as chances de eu enveredar pelo vício seriam bem menores. Eu também tenho crianças em casa, e acabar com esse mau exemplo tem sido um dos grandes motivos para me manter no bom caminho. Espero que você persista. Você já deve estar a três dias sem fumar, os piores três dias. Agora a coisa tende a ficar gradualmente mais fácil. A irritação e a confusão vão passar. O bom exemplo e os benefícios para sua vida vão permanecer. Força!

Gustavim,
Cachimbo, charuto, para mim não funciona. Quem está na chuva é para se molhar, e quem está na fumaça é para tragar! Não vejo prazer se a nuvem não descer pulmão adentro. Ou um cigarrinho ou nada. Por enquanto vou ficando com nada! Parabéns pelo reinício e boa sorte!

Nessa,
Onde foi que eu te dei um "tratamento tão engrandecedor e elogioso"? Você, eu e os outros somos todos tabagistas. Uns não estão fumando no momento, outros estão. Só isso.

Notimeforlosers,
Eu não enjoei do cigarro, e duvido que um dia deixe de gostar. Estou parando porque quero evoluir, quero me manter saudável ainda por muito tempo. Mas para mim talvez seja mesmo mais fácil parar, não porque fumo há mais tempo (isso, ao meu ver, dificulta, pois o cigarro está mais entranhado em toda a minha rotina, meu organismo, minha cabeça, minhas lembranças...), mas simplesmente por que sou mais velho. Com 39 anos, já tenho mais tentativas no currículo, que me ensinaram alguma coisa. Embora ainda me considere jovem, tive mais tempo e oportunidades de conscientizar-me da finitude do meu corpo. Aos vinte e poucos (suponho que essa seja sua idade), a gente se sente meio super-homem, imortal, pode passar noites em claro, bebendo, fumando e comendo lixo, e depois de uma curta ressaca estamos prontos para outra balada. Hoje se eu abuso, pago um preço amargo. Minha saúde tem limite, e eu não quero desperdiçar. É tudo uma questão de consciência. Se já a tem, porque ignorar? Você ainda pode fumar se quiser, mas não se iluda: quanto mais tempo passar, mais difícil será mudar as coisas. Porque quando envelhecemos, vamos perdendo a flexibilidade, tanto física quanto mental, e a adaptação sempre será mais complicada.

Tabac - 19:55

0 Comentários:

Postar um comentário

Link para este post:

Criar um link

<< Voltar