<$BlogRSDUrl$>

 

TABAGISTA ANÔNIMO

 

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

As opiniões sobre métodos de parar de fumar aqui apresentadas não seguem critérios científicos ou estatísticos, e podem não fazer sentido para outros indivíduos.

O autor deste site não tem nenhum vínculo com o grupo Tabagistas Anônimos.

 

::F.A.Q. do T.A.::
::Dicas do T.A.::
 
Blogueiros Contra o Tabagismo

Selo do BCT, fundo preto

Selo do BCT, fundo branco

 
links sobre tabagismo
:: e-mail-me ::
 
Rede Tabaco Zero
 
This page is powered by Blogger. Isn't yours?
 

 

-13 de agosto de 2004 -

Recaída

"Mas logo você, Tabac, que estava indo tão bem?" Sim, logo eu. Andei fumando mais do que um ou dois cigarrinhos nessas últimas semanas. Por quê? Sei lá, auto-comiseração, talvez.

Posso tentar pôr a culpa em um novo colaborador no escritório, fumante, com quem tenho ido almoçar. Passei a filar aquele 'unzinho' durante o café, um por dia de segunda a sexta. Mas o motivo real todos sabemos: de-pen-dên-cia, puramente psíquica agora, porque a química já não existe (ou não existia) mais.

Então na quarta-feira ele não veio trabalhar. Me bateu um vazio existencial depois do almoço, e não exatamente pela ausência do simpático colaborador, mas pela falta do que ele costumava carregar no bolso da camisa, a caixinha branca e vermelha se deixando ver através do tecido transparente. Parei no jornaleiro em frente ao restaurante, folheei várias revistas para distrair, mas não comprei nenhuma. Para não ficar chato, levei um maço de Marlboro, assim como quem não quer nada.

Hoje, sexta-feira, seis e meia da tarde, só restam três cigarros no maço.

Agora não tem desculpa. Não me restou outra opção senão zerar o Fumômetro. E marcar um novo 'dia d', com 'd' minúsculo desta vez. Vou fumar esses três cigarros hoje (um dos quais, aliás, neste exato momento, enquanto escrevo). E amanhã recomeçamos do zero.

Tenho uma certeza quase arrogante de que desta vez vai ser bem fácil ficar sem tabaco, pelo menos a curto/médio prazo. É aquela velha máxima dos viciados: 'eu posso parar quando quiser'. Logo, posso recomeçar quando quiser também. O que eu ainda não resolvi na minha cabeça é como ficar PARA SEMPRE sem fumar. Afirmar com convicção que eu nunca mais vou fumar na vida parece mais arrogante ainda. No fundo, eu ainda não aceitei essa idéia. E nem sei se isso é tão importante assim.

Mas o 'dia d', ainda que seja um 'd' minúsculo, é para ser respeitado, mesmo com essa questão em aberto. O tempo que eu conseguir ficar sem fumar é lucro.

Estou tentado a dizer que desta vez pretendo superar a marca de cento e vinte e tantos dias que atingi. Mas isso equivale a dizer que não fumarei até praticamente o final do ano... Então é melhor não dizer nada. Você vai ter que voltar a esse blog para saber o que vai acontecer.

Tabac - 18:47

0 Comentários:

Postar um comentário

Link para este post:

Criar um link

<< Voltar