<$BlogRSDUrl$>

 

TABAGISTA ANÔNIMO

 

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

As opiniões sobre métodos de parar de fumar aqui apresentadas não seguem critérios científicos ou estatísticos, e podem não fazer sentido para outros indivíduos.

O autor deste site não tem nenhum vínculo com o grupo Tabagistas Anônimos.

 

::F.A.Q. do T.A.::
::Dicas do T.A.::
 
Blogueiros Contra o Tabagismo

Selo do BCT, fundo preto

Selo do BCT, fundo branco

 
links sobre tabagismo
:: e-mail-me ::
 
Rede Tabaco Zero
 
This page is powered by Blogger. Isn't yours?
 

 

-23 de dezembro de 2004 -

Zero

Novamente apelo a um número para intitular um post. Além de ser um nome bastante adequado para o assunto que se vai tratar, como logo se verá, também é uma tentativa de dar alguma continuidade a esta narrativa, vítima de lamentáveis interrupções, pelas quais peço desculpas.

Se o 'oito' do post anterior introduzia um assunto nem tão simples e nem tão triste, este 'zero' é na verdade muito simples e, suponho, um tanto triste. Um tanto triste porque decerto é mais triste que o oito anterior, mas não chega a ser uma situação para lavar a derrota em lágrimas e render-se ao inimigo.E tão simples, que eu não precisaria mais que um parágrafo para explicá-lo, mas como hoje é meu último dia útil neste ano, tendo já encerrado minhas obrigações profissionais com algumas horas de antecedência, e cumprido toda a extensa lista de providências comuns nessa época, pareceu-me uma oportunidade para exercitar um pouco minhas habilidades de redação, já que elas continuarão a ser necessárias por aqui no próximo ano.

Este zero, ao contrário do oito anterior, poderia até servir para quantificar os dias que estou sem fumar. Mas queremos extrair dele outra metáfora mais significativa. O zero foi escolhido porque ilustra o número da estaca em que vim parar. Estou na estaca zero, para usar uma expressão popular cuja origem presumo estar associada a atos heróicos de desbravadores de novas terras em eras passadas, que nunca esmoreciam mesmo quando constatavam perplexos que todo o esforço de incursão não levou a lugar nenhum.

Estou fumando tanto quanto no dia 26 de fevereiro de 2004, data do início deste blog. Mas, assim como os perseverantes desbravadores acima aludidos, não dei a empreitada por encerrada.

O Ano Novo já bate à nossa porta, época perfeita para fechar um ciclo e iniciar outro. Não que eu me sensibilize com essas datas redondas, que a gente usa como pretexto para fazer as mesmas auto-promessas não cumpridas do Ano Novo passado. Mas é que eu vou ficar pelo menos duas semanas largado numa praia, isto é, vou ficar longe dos lugares e situações em que eu sinto mais necessidade de fumar – o trabalho.

Minha intenção dessa vez é parar no dia 26 de dezembro, quando embarco para o litoral. Se tudo der certo, quando voltar, lá pelo dia 9 de janeiro, o fumômetro vai estar reativado.

Boas Festas, e volte ano que vem para conferir.

Tabac - 18:57

0 Comentários:

Postar um comentário

Link para este post:

Criar um link

<< Voltar