<$BlogRSDUrl$>

 

TABAGISTA ANÔNIMO

 

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

As opiniões sobre métodos de parar de fumar aqui apresentadas não seguem critérios científicos ou estatísticos, e podem não fazer sentido para outros indivíduos.

O autor deste site não tem nenhum vínculo com o grupo Tabagistas Anônimos.

 

::F.A.Q. do T.A.::
::Dicas do T.A.::
 
Blogueiros Contra o Tabagismo

Selo do BCT, fundo preto

Selo do BCT, fundo branco

 
links sobre tabagismo
:: e-mail-me ::
 
Rede Tabaco Zero
 
This page is powered by Blogger. Isn't yours?
 

 

-27 de abril de 2006 -

Viviane disse

"Perdoe-me a intromissão, mas não entendo como um cara tão sofisticado e intelectual, que me parece ter tanta consciência do que quer, continua querendo ser escravo do cigarro. A maioria dos seus posts revelam melancolia, talvez pela falta de coragem de parar e seguir em frente neste propósito. Não se zangue comigo, me perdoa a sinceridade. Quero ser sua amiga de batalha."

Bom, Viviane, antes de mais nada, seja bem-vinda aos Blogueiros contra o Tabaco, ninguém avisou mas você acaba de ingressar nesse clube , ainda não formalmente constituído (outro dos projetos do T.A. que está para um dia ser concluído, temos até logotipo e um esboço de estatuto), mas cuja existência prática já está mais que comprovada pela atividade de seus membros.

Sobre seus palpites a meu respeito, diria que você acertou metade deles.

Eu não me classificaria como um cara tão sofisticado e intelectual, e me surpreende um pouco que este blog passe essa impressão. Na verdade, se há algo que me diferencia da média é meu inconformismo em relação à minha própria mediocridade, que pode ser verificada pelo simples fato de eu ainda estar fumando, apesar de toda a racionalização - senão justamente por culpa dela - que eu consegui excretar neste site. O inconformismo desacompanhado de mudança é uma merda.

É claro que não continuo querendo ser escravo do cigarro, mas o caminho trilhado até aqui reforça cada vez mais a tese de que isto é independente da minha vontade. Não é uma questão de falta de coragem de parar; interromper o vício é para mim algo relativamente fácil até, muito menos sofrido do que para outros colegas, a julgar por seus relatos. Tanto que já parei um montão de vezes desde que comecei o T.A., muitas das quais eu nem me dei o trabalho de contar aqui, para não tornar esse blog repetitivo.

Mas você tem razão quando acusa minha incapacidade em seguir em frente neste propósito. É justamente aí que a coisa pega. Parar é moleza, continuar sem fumar é que é o desafio, para o qual eu ainda me julgo despreparado. E enqüanto me preparo, os argumentos racionais vão-se acumulando do lado oposto da balança: quanto mais reflito, mais me convenço de que não tenho esse domínio sobre mim mesmo (não só na questão do tabagismo, diga-se de passagem), de que sou um mero objeto das circunstâncias.

Se você ler os posts antigos, vai saber que apesar de toda a minha pretensiosa dialética eu sou movido a impulsos irracionais tanto quanto o mais iletrado dos seres humanos. Foi por causa dos impulsos que iniciei este blog e consegui ficar alguns períodos sem fumar. E por causa deles que eu agora sigo fumando, por mais motivos razoáveis que eu consiga colecionar para parar.

Hoje então minha esperança é que surja novamente um impulso que me conduza ao bom caminho, e não há muito o que eu possa fazer a respeito. O que eu podia fazer conscientemente já fiz, sem êxito, ou pior, me distanciei mais do que eu buscava. Daí a melancolia que você acertadamente detectou. Mas isso não me impede de continuar tentando, embora com convicção cada vez mais frágil.

Estou zangado sim, acabo de constatar, mas não com você. Eu é que espero que você não se zangue com o tom rabugento da minha resposta.

Tabac - 17:20

7 Comentários:

Anonymous Viviane disse...

Eu sei que cada um tem seu tempo e seus próprios métodos. Só queria mesmo dar uma força, deixa meu comentário prá lá, ele não tem a menor importância. Até.

27/4/06 18:37  

Anonymous Freja disse...

Tabac,
Repetindo um velho clichê: "Se conselho fosse bom a gente não dava, vendia". Eu vou dar o meu assim mesmo, afinal se estamos nesse barco juntos estamos expostos a receber conselhos! A partir de duas frases da sua resposta para Viviane e da sua auto-avaliação sobre sua suposta incapacidade de "seguir em frente nesse propósito", me pergunto se você não deveria procurar um tratamento tradicional e cientifícamente testado para parar de fumar. Me parece que não há dúvidas de que você realmente QUER parar de fumar, responde a impulsos de ação mas não consegue manter a decisão. Eu sou da opinião que devemos levar o tabagismo a sério e tratar dele como se tratassemos de uma diabete ou de uma hipertensão, procurando um especialista. No caso do tabagismo seria um especialista em cessação de fumar. Se dê essa chance, suspeito que vai facilitar sua vida.
Grande abraço de coração,
Freja

2/5/06 14:07  

Anonymous Artemus disse...

E você ainda diz que não se identifica com Zeno... Você se lembra do trecho em que ele revela que as paredes do quarto estão totalmente marcadas por datas de início de tentativas? Você me convenceu sem a menor intenção. Vou reler a Consciência de Zeno.

2/5/06 22:44  

Anonymous Freja disse...

Zeno...na vanguarda de sua época. Van Gogh também, passa lá no blog para ver a imagem que vou postar! Abraço forte!
Freja

8/5/06 08:41  

Anonymous Artemus disse...

Tabac, aproveitando a onda de motivação dos blogs, que tal relançar aquela idéia dos selos? Poderia ser uma coisa simples, aqueles já desenhados por você, com a orientação de como instalar. Eu, por exemplo, não faço a menor idéia. Um abraço.

8/5/06 20:15  

Anonymous Viviane disse...

Oi Tabac. Tá sumido demais. Apareça mais vezes. Ah! Eu não estou zangada.

8/5/06 20:43  

Anonymous Viviane disse...

Oi tabac. Eu estou tentando instalar um fumômetro no meu blog, mas até agora não tive sucesso até agora, será que pode me ajudar? Eu te enviei o e-mail, que Artemus me enviou com todas as instruções. Abraço.

10/5/06 12:23  

Postar um comentário

Link para este post:

Criar um link

<< Voltar